quinta-feira, 24 de novembro de 2011

ODE À ALEGRIA ACADÊMICA



ODE À ALEGRIA ACADÊMICA
-
Poemacróstico nº 4.117
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
O-Os firmes ideais supremos visionários
D-Diante da FRATERNIDADE Humana,
E-Em Beethoven e Schiller, extraordinários
-
A-Alcançam a Paz do Pai no Santuário,
-
A-Abraçam os tesouros da AMIZADE,
L-Ligam rastro de rosas à NATUREZA
E-E todos recebem dons na solidariedade;
G-Grandiosos HERÓIS diante da vitória,
R-Reconheçam a força da LEALDADE,
I-Irmanada nos caminhos da história,
A-Aos raios interiores dos sóis brilhantes,
-
A-Atravessando o infindo espaço sideral,
C-Coloquem além das fronteiras mundiais.
A-Acima da terra, do ar e mar, só o Amor;
D-Deixem querelas pessoais e ultranacionais
E-Envolventes segregacionais e brindemos
M-Maior chama indicada e acesa pelo Criador:
I-Irmãos Acadêmicos,Poetas,Cantores,Músicos,
C-Companheiros, Amigos, vamos dar as mãos?
A-Abracem quem está ao seu lado, aqui, agora,
---Sejamos UNIDOS E FELIZES sempre!---
-
Belo Horizonte, 26 de novembro de 2011.
Siga-nos:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com
clubedalinguaport@gmail.com

---***---






An Die Freude (Ode To Joy)
Ludwig Van Beethoven

O Freunde, nicht diese Töne!
Sondern lasst uns angenehmere anstimmen
und freudenvollere!

Freude, schöner Götterfunken,
Tochter aus Elysium,
Wir betreten feuertrunken.
Himmlische, dein Heiligtum!
Deine Zauber binden wieder
Was die Mode streng geteilt;
Alle Menschen werden Brüder
Wo dein sanfter Flügel weilt.

Wem der grosse Wurf gelungen
Eines Freundes Freund zu sein,
Wer ein holdes Weib errungen,
Mische seinen Jubel ein!
Ja, wer auch nur eine Seele
Sein nennt auf dem Erdenrund!
Und wer's nie gekonnt, der stehle
Weinend sich aus diesem Bund.

Freude trinken alle Wesen
An den Brüsten der Natur;
Alle Guten, alle Bösen,
Folgen ihrer Rosenspur.
Küsse gab sie uns und Reben,
Einen Freund, geprüft im Tod;
Wollust ward dem Wurm gegeben,
Und der Cherub steht vor Gott!

Froh, wie seine Sonnen fliegen
Durch des Himmels prächt'gen Plan,
Laufet, Brüder, eure Bahn,
Freudig, wie ein Held zum Siegen.

Freude, schöner Götterfunken,
Tochter aus Elysium,
Wir betreten feuertrunken.
Himmlische, dein Heiligtum!
Seid umschlungen, Millionen.
Dieser Kuss der ganzen Welt!
Brüder! Über'm Sternenzelt
Muss ein lieber Vater wohnen.
Ihr stürzt nieder, Millionen?
Ahnest du den Schöpfer, Welt?
Such ihn über'm Sternenzelt!
Über Sternen muss er wohnen.

Ode À Alegria
Oh amigos, mudemos de tom!
Entoemos algo mais prazeroso
E mais alegre!

Alegre, formosa centelha divina,
Filha do Elíseo,
Ébrios de fogo entramos
Em teu santuário celeste!
Tua magia volta a unir |
O que o costume rigorosamente dividiu. |
Todos os homens se irmanam | 2X
Ali onde teu doce vôo se detém. |

Quem já conseguiu o maior tesouro
De ser o amigo de um amigo,
Quem já conquistou uma mulher amável
Rejubile-se conosco!
Sim, mesmo se alguém conquistar apenas uma alma,|
Uma única em todo o mundo. |
Mas aquele que falhou nisso | 2X
Que fique chorando sozinho! |

Alegria bebem todos os seres
No seio da Natureza:
Todos os bons, todos os maus,
Seguem seu rastro de rosas.
Ela nos deu beijos e vinho e |
Um amigo leal até a morte; |
Deu força para a vida aos mais humildes | 2x
E ao querubim que se ergue diante de Deus! |

Alegremente, como seus sóis corram
Através do esplêndido espaço celeste
Se expressem, irmãos, em seus caminhos,
Alegremente como o herói diante da vitória.

Alegre, formosa centelha divina,
Filha do Elíseo,
Ébrios de fogo entramos
Em teu santuário celeste!
Abracem-se milhões!
Enviem este beijo para todo o mundo!
Irmãos, além do céu estrelado
Mora um Pai Amado.
Milhões se deprimem diante Dele?
Mundo, você percebe seu Criador?
Procure-o mais acima do céu estrelado!
Sobre as estrelas onde Ele mora.


---***---


---***---


ACADÊMICOS DA ALB-MG RECEBEM HOMENAGEM DA ANELCA EM RIBEIRÃO DAS INFORMATIVO Nº 141/2011/CBLP /ALB/ Ano 04-

INFORMATIVO Nº 141/2011/CBLP /ALB/ Ano 04- BH, 23 de novembro de 2011
SEÇÃO: DIVULGAÇÃO CULTURAL DE UTILIDADE PÚBLICA INFORMAÇÕES ALB-MG

---------------------------------------------------------------------



-------------------


ILKA MARIA MUNHOZ GURGEL
*-10-12-1944 - †: 27-08-1991(R.Neves/MG)
(Patrona da Academia Nevense de Letras, Ciências e Artes)
-
Acróstico-biográfico nº 4.118
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
I-Ilka Maria Munhoz Gurgel, educadora,
L-Lembrado nascimento em 10-12-1944;
K-Kisses recebeu e reconhecimento no laurel
A-Aprovado: Patrona da Academia ANELCA.
-
M-Mulher admirável, líder inesquecível;
A-A filha de Maria Costa e Eduardo Pellucci;
R-Razões de orgulho de Ribeirão das Neves/MG.
I-Iniciou estudos na terra natal e continuou
A-A fase ginasial e brilhante no Curso de
-
M-Magistério do Instituto São Joaquim:
U-Único de Conceição do Mato Dentro/MG.
N-Na EE.José P. Pereira,Supervisora/Diretora,
H-Honrosa atuação na Escola da Comunidade
O-Onde é lembrada: Professor Helvécio Dahe.
Z-Zelosa Pedagoga,Administradora,Professora,
-
G-Gentil e competente em Port/Inglês/Geografia;
U-Um exemplo na Prefeitura, Chefia e Coordenação
R-Referencial na Secretaria Municipal de Educação;
G-Garantido nome à Biblioteca Pública Municipal que
E-É hoje o local, onde funciona a Câmara Municipal.
L-Luta,solidariedade,amor à cidade, ao esposo e ao filho.
---Parabéns à ANELCA e à Família MUNHOZ GURGEL---


------------------

HOMENAGEADOS ANELCA - 2.011.

SÓCIOS HONORÁRIOS
(DIPLOMA; SÓCIO; PROFISSÃO):

1. Alessandra Cristina Silva; psicóloga; Diretora do Centro Sócio Educativo de Justinópolis
2. Antenor Eugênio de Morais Filho; aposentado; pai do Professor Mauro José de Morais, Presidente da ANELCA
3. Benedito Cardoso; professor; Sócio Correspondente da ANELCA
4. Celso Rafael de Oliveira; comendador; Grão Mestre da Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira
5. DEIWSON FERREIRA DE MAGALHÃES; ESCRITOR; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS, MEMBRO DA ACADEMIA JOÃO GUIMARÃES ROSA DA POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS
6. Delanieve Daspet – Presidente da Instituição Poetas Del Mundo no Brasil
7. Dr. José Manuel de Barros – Évora – Portugal; professor
8. Dr. Ulisses G. Vasconcelos Cunha, médico geriátrico; escritor
9. DR. WAGNER COLOMBAROLLI; ENGENHEIRO; HISTORIADOR; MEMBRO DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE MINAS GERAIS; MEMBRO DA ARCÁDIA DE MINAS GERAIS; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS,
10. Dra. Marli Pereira de Barros Dias – Évora (Portugal); professora
11. Geraldo Inácio Costa; advogado; ex-Acadêmico da ANELCA
12. GILBERTO MADEIRA PEIXOTO, MÉDICO; PRESIDENTE DA ARCÁDIA DE MINAS GERAIS; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS,
13. JOÃO WÍLTON ALVES; DELEGADO DA POLÍCIA CIVIL, ESCRITOR; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS,


14. José Augusto Machado; Comendador
15. JOSEMAR OTAVIANO DE ALVARENGA; MÉDICO; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS.
16. LEA LÚCIA VIANA (LEA LÚ); ESCRITORA; PRESIDENTE DO INSTITUTO VAE BRASIL, COM SEDE EM CONTAGEM – MG; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS.
17. Leandro Mendes; administrador de empresa; servidora do DETEL
18. Lúcio Emílio de Faria Júnior; escritor, empresário; Vice – Presidente da Federação do Comércio – Fecomércio; Conselheiro SENAC Minas/Nacional
19. MANOEL DIAS DE OLIVEIRA; MÉDICO; ESCRITOR, PRESIDENTE-EXECUTIVO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL – SEÇÃO MINAS GERAIS; PRESIDENTE DA FACULDADE METROPOLITANA.
20. Nelson Vieira de Souza, escritor; residente em Campo Grande, Mato Grosso do Sul
21. Neusa Maria dos Reis; secretária executiva
22. RAYMUNDO NONATO FERNANDES, PROFESSOR; MEMBRO DA ARCÁDIA DE MINAS GERAIS, MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS.
23. Sol Ramalho, escritora; educadora; que veio diretamente de Planaltina, Goiás para este evento
24. WYLLER BRÁULIO RESENDE SILVA, ESCRITOR; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-IBIRITÉ.

---***---

SÓCIOS BENEMÉRITOS 2011:
(DIPLOMA; SÓCIO; PROFISSÃO):


01; Edmar Alves; professor; historiador; escritor;
02; Andrea Carvalho Soares Paixão; advogada;
03; Lécio de Souza Neves, empresário;
04; Henrique Tavares Barreto; médico;
05; Maria Mendes Corrêa, escritora;
06; Eclair Móises; administrador público;
07; Wilson de Souza Carlos; empresário;
08; Wellington de Oliveira Sousa; contador;
09; Iranildicia Oliveira Silva; professora;
10; Carlos Antônio Cruz; empresário;
11; José Marcos da Rocha Morais; escritor;
12; Maria Venância Teixeira da Costa; funcionária pública;
13; Alexis Moreira Pacheco; escritor;
14; Maria Augusta Dornas; professora; pedagoga;
15; Maria Mercês Grossi Voietta; escritora; psicóloga;
16; Emilce Maria Diniz; historiadora;
17; Luís Cláudio Gonçalves; servidor público;
18; João Batista Moura; fotógrafo;
19; Xênia Félix Teixeira da Costa;
20; Jorge de Oliveira Filho; funcionário público;
21; Wilson Francisco de Jesus; engenheiro;
22; Luzia Dalva Mendes Moscardini; professora;



SÓCIOS CORRESPONDENTES 2011:
(DIPLOMA; SÓCIO; PROFISSÃO):


01 – Varginha – ( Minas Gerais ) – Iuri Paixão Corrêa; técnico em informática,
02 – Dom Joaquim – ( Minas Gerais ) - Dirceu Thomaz Rabelo; escritor;
03 – Ibirité – ( Minas Gerais ) – Adanir Félix dos Santos; escritor e mecânico de locomotiva;
04 – Palmas ( Tocantins ) – Altair Gobira Lacerda; funcionária pública, educadora,
05 – Évora – ( Portugal ) – Dr. Manuel de Barros Dias; professor;
06 – Bruzolo ( Itália ) – Gabriele Ernesto Romolo Gontero;
07 – Nanuque – ( Minas Gerais ) – Jader Moreira Rafael; escritor;
08 – Missão Velha ( Ceará ) – Cícero Festini; empresário;

MEDALHA CULTURAL PROFA. ILKA MARIA MUNHOZ GURGEL

1. Acad. Emídio Antônio de Souza; escritor; artista plástico; Acadêmico da ANELCA
2. Acad. José de Ribamar Lima; escritor; Acadêmico da ANELCA
3. Acad. Júlio César da Silva; O Tio Da Vinci; artista plástico; Acadêmico da ANELCA; Servidor do Centro Sócio Educativo da Justinópolis
4. Almir Marcos Bueno, empresário;
5. Celso Rafael de Oliveira, Comendador, Grão Colar da Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira;
6. Coronel João Bosco de Castro; escritor; presidente da Academia de Letras João Guimarães Rosa da Polícia Militar de Minas Gerais
7. Delasnieve Daspet; escritora; Presidente da Associação Internacional Poetas del Mundo, no Brasil;
Justificou ausência por estar sendo homenageada pelo Governo do Estado do Mato Grosso do Sul no dia de hoje. Virá em Minas Gerais em 2012, receber esta comenda
8. Dr. Manoel Dias de Oliveira; médico, psicanalista; teólogo; presidente da Academia de Letras do Brasil - ALB-MG
9. Dr. MARCO AURÉLIO BAGGIO; MÉDICO; MEMBRO DA ARCÁDIA DE MINAS GERAIS; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS.
10. Dr. Oto Nunes Leite; advogado
11. DR. WAGNER COLOMBAROLLI; ENGENHEIRO; HISTORIADOR; INSTITUTO HISTÓRICO GEOGRÁFICO DE MINAS GERAIS; MEMBRO DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE MINAS GERAIS; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS.
12. Fabrício de Souza Santos; Presidente da Academia de Ciências, Letras e Artes de Minas Gerais; Comendador;
13. FRANKLIN LOPES DE FREITAS; COMENDADOR E ACADÊMICO DA ANELCA; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS.
14. Giovani Batista Munhoz Costa; Empresário, formado em
15. JOÃO WÍLTON ALVES; DELEGADO DA POLÍCIA CIVIL, ESCRITOR; MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS.
16. José Alexandre da Costa; Advogado e Presidente da OAB, Subseção de Ribeirão das Neves;
17. José Manuel de Barros Dias, professor, de Évora, Portugal;
18. Juliano Munhoz Gurgel, advogado, filho da Patrona Ilka Maria Munhoz Gurgel;
19. LEA LÚCIA VIANA (LEA LÚ); ESCRITORA; PRESIDENTE DO INSTITUTO VAE BRASIL, MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS.
20. Maurílio Laureano da Silva, advogado, Secretário Municipal de Segurança, Trânsito e Transporte, Vice-Presidente da ANELCA
21. Moysés Barbosa, Pastor , Residente no Rio de Janeiro;
22. Neusa Maria dos Reis; Secretária Executiva;
23. Neusa Sapori; aposentada; amiga pessoal de Ilka Maria Munhoz Gurgel
24. Pedro Antônio Xavier Zaluski, empresário;
25. Prof. MAURO JOSÉ DE MORAIS; PROFESSOR; PRESIDENTE DA ACADEMIA NEVENSE DE LETRAS, CIÊNCIAS E ARTES – ANELCA, MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS.
26.PROFA.DRA. SILVIA LOURDES DE ARAÚJO MOTA; PRESIDENTE-FUNDADORA DO CLUBE BRASILEIRO DA LÍNGUA PORTUGUESA; PRESIDENTE-FUNDADORA-VITALÍCIA DA ACADÊMICA DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, SUB SEÇÃO DE MINAS GERAIS;
25. Silas da Silva Moura, empresário,
26. Sol Ramalho – escritora, educadora, veio especialmente de Planaltina , Goiás para este evento;
27. Viviane Pereira Lopes de Freitas, servidora do ramo industrial;
---***---










MAPA: localização do Município de Ribeirão das Neves em Minas Gerais

-*-

Ofício ANELCA/ 051 /2011.
Assunto: Comunicação (FAZ)


Ribeirão das Neves, 08 de novembro de 2011.

Prezada Senhora,

Temos a honra de comunicar-lhe que seu respeitável nome foi indicado e eleito entre os das personalidades que receberão a Medalha Cultural Professora Ilka Maria Munhoz Gurgel, por seu destaque humanístico, educacional e cultural.

V. Exa. receberá esta importante diplomação, às 18 ( dezoito ) horas do dia 26 de novembro de 2.011, sábado, no Auditório da Secretaria Municipal de Educação, na Rua Principal, nº 86, Bairro Santa Paula, em Ribeirão das Neves – MG.

Parabéns!

Compareça, juntamente com familiares e amigos a esse ato cerimonial, o que muito nos honrará.

Solicitamos a gentileza de enviar até o dia 20 de novembro a sua biografia/curriculum, com fotografia para o email: profmauromorais@ig.com.br e também via correios para o seguinte endereço: Rua João Batista Nogueira, 30, centro, CEP: 33.805-560, Ribeirão das Neves (MG), tel: 87971826.

Desde já, agradecemos a sua presença e reafirmamos todo o mérito louvável à V. Exa.

Atenciosamente,


Mauro José de Morais
Presidente

Excelentíssimo(a)
Sr.(a) Silvia Loudes de Araújo Motta
DD. Presidente do
Clube Brasileiro da Língua Portuguesa e
Acadêmica da Academia de Letras do Brasil – ALB/MG


---***---

BIOGRAFIA DE ILKA MARIA MUNHOZ GURGEL
Patrona da ANELCA

Uma vida inteira dedicada à educação.

Filha de Eduardo Munhoz Pellucci e Maria Costa Munhoz, nasceu em Ribeirão das Neves, em 10 de dezembro de 1.944.

Fez seus estudos primários em sua terra natal, cursando mais tarde o ginasial e o Magistério no Instituto São Joaquim, em Conceição do Mato Dentro, Minas Gerais, onde foi uma aluna brilhante, recebendo a comenda de honra ao mérito como sendo a primeira aluna do corpo discente daquele estabelecimento educacional.

Formou-se professora e retornou para sua terra, onde exerceu com muita dedicação a profissão de professora, tornou-se uma grande educadora.

De 1964 a 1970, trabalhou como professora na Escola Estadual José Pedro Pereira. Nessa mesma escola foi supervisora e depois diretora. Trabalhou também na Escola da Comunidade Professor Helvécio Dahe.

Diplomou-se ainda em Pedagogia, Administração Escolar e ainda cursos de licenciatura curta em Português, Inglês e Geografia.

Em 1.973, foi convidada para trabalhar no Serviço de Educação da Prefeitura municipal de Ribeirão das Neves, ocupando o cargo de chefia e coordenação.

Em 1.977, passou a atuar como Secretária Municipal de Educação e muito fez pela cidade. Durante o período em que esteve à frente desse setor, inauguraram duas escolas: Escola Estadual Henrique Sapori, no Bairro Veneza e Escola Estadual José Antônio Pessoa, no Bairro Sevilha. Foram reformadas e ampliadas as Escolas Estaduais José Bonifácio Nogueira, Pedro de Alcântara Nogueira e José Pedro Pereira.

Casou-se com Hamilton Gurgel e teve um único filho Juliano Munhoz Gurgel, hoje advogado.

Sobressaiu-se sempre pelo seu bom senso de humanidade e justiça, mesmo numa fase de pessimismo e desencanto em que se encontrava a sociedade local e o país, lutou pelos menos favorecidos, o que lhe confere até hoje a lembrança, a saudade de seus conterrâneos.

Deixou uma rica contribuição para os usuários da Biblioteca Municipal, onde trabalhou de 1983 a 1991. Como Secretária Municipal de Educação de Ribeirão das Neves, considerava a Biblioteca o seu ponto principal de visitas.
Lutou junto às autoridades competentes até conseguir verba para a construção de um prédio, onde por muito tempo abrigou a Biblioteca Pública, que em sua homenagem, recebeu o nome de Biblioteca Pública Municipal Ilka Maria Munhoz Gurgel, hoje funciona no local a Câmara Municipal de Ribeirão das Neves, mudando de local a mesma.
Faleceu no dia 27 de agosto de 1.991, deixando na memória de todos o seu exemplo de luta e solidariedade.


-*-






De: valeriano.lopes@terra.com.br
Assunto: Fwd: Fw: 100 anos da vírgula -
Para:
Data: Quinta-feira, 17 de Novembro de 2011, 10:24

Cc:
Sent: Qua 16/11/11 18:39
Subject: Fwd: Fw: 100 anos da vírgula -

Sobre a Vírgula
Muito legal a campanha dos 100 anos da ABI
(Associação Brasileira de Imprensa).

Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere..
Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.
Pode criar heróis..
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.
Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.
A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.
A vírgula pode condenar ou salvar.
Não tenha clemência!
Não, tenha clemência!
Uma vírgula muda tudo.
ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.
Detalhes Adicionais:
SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

* Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER...
* Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM.

-----------------------*-----------------------


INFORMATIVO Nº 141/2011/CBLP /ALB/ Ano 04- BH, 13 de novembro de 2011
SEÇÃO: DIVULGAÇÃO CULTURAL DE UTILIDADE PÚBLICA INFORMAÇÕES ALB-MG
------------------------------------
Sílvia Araújo Motta/PhI-Diretoria de Relações Institucionais/DRI/ALB
Presidente –Fundadora –Vitalícia da ALB-MG- 23-08-2011.
-----------------------------------
Prof. Dr. Mário Roberto Carabajal Lopes PhD-PhI–
Fundador-Presidente Nacional e Internacional da ALB/CONFALB
-----------------------------------
Patrono Internacional da ALB:
Miguel Máximo Angel Robles Tejada –PhI-CAUSAS IMORTAIS-
*1922: Venezuela - † 12-Mar-2001: Boa Vista / Roraima / Brasil.
-----------------------------------
Patrono Nacional da ALB: Carlos Reinaldo Carabajal Lopes-PhI
Patrono do CONALB: Carlos Lucas de Sousa-PhI
Patrono Estadual da ALB de Minas Gerais: Affonso Penna, o Presidente da República do Brasil.(*30-11-1847-Santa Bárbara/MG)---(†14-06-1909 RJ).
-------------------------------------
ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL
ALB-PRIMEIRA ACADEMIA MUNDIAL DA ORDEM DE PLATÃO-
Organização Cultural Politicamente Ativa
Instituição Internacional de Cultura –CNPJ - 04.749.257/0001-00
Brasília, Distrito Federal – http://www.academialetrasbrasil.org.br
Atividade Principal:80.30-6/00:
Egrégore literária e científica, formação superior e pesquisas
ALEA JACTA EST-SPENS MENS IN SEMINE
--------------------------------------
Siga-nos:
http://www.academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com

ACADÊMICOS, FAMILIARES E AMIGOS, FAVOR CONFERIR : ALB-MG-ALMOÇO:26-NOV-2011-REUNIÃO/CONVÍVIO/SOCIOCULTURAL (Palestra-Música-Literatura) da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-ALB-MINAS GERAIS- (Sábado ) RESTAURANTE MINAS TÊNIS 2-BH


---


---

ACADÊMICOS, FAMILIARES E AMIGOS,

FAVOR CONFERIR :

INFORMATIVO Nº 140/2011/CBLP /ALB/ Ano 04- BH, 13 de novembro de 2011
SEÇÃO: UTILIDADE PÚBLICA INFORMAÇÕES ALB-MG
------------------------------------
ALB-MG-ALMOÇO:26-NOV-2011-REUNIÃO/CONVÍVIO/SOCIOCULTURAL (Palestra-Música-Literatura) da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-ALB-MINAS GERAIS- (Sábado ) RESTAURANTE MINAS TÊNIS 2-BH
-----------------------------------

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

I ENCONTRO GASTRONÔMICO/CULTURAL (Palestra-Música-Literatura) -PROMOÇÃO DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-SEÇÃO MINAS GERAIS-DIA 26 DE NOVEMBRO DE 2011-MEIO DIA-RESTAURANTE MINAS TÊNIS 2

INFORMATIVO Nº 140/2011/CBLP /ALB/ Ano 04- BH, 13 de novembro de 2011
SEÇÃO: UTILIDADE PÚBLICA INFORMAÇÕES ALB-MG
------------------------------------




-

I ENCONTRO GASTRONÔMICO/CULTURAL
(Palestra-Música-Literatura)

Valor individual: R$ 30,00 (TRINTA Reais)

SORTEIO DE BRINDES:
(De acordo com a ASSINATURA NO LIVRO DE PRESENÇAS)

Tema: COMIDA MINEIRA
Promoção: Academia de Letras do Brasil
ALB-Minas Gerais.

Data: 26 de novembro de 2011, sábado.
Horário: De 12:00h às 14:h (prazo máximo até 15:00h)

Local:Av. Bandeirantes,2323-Serra.
Local: SCOTH BAR do MINAS 2
Próximo à Praça da Bandeira(alto da Av.Afonso Pena, à esquerda)
Belo Horizonte-Minas Gerais/Brasil.

Cardápio:
*Coquetel de entrada (Frios e Assados).
* Salada contemporânea.
*Sobremesa:
(Torta de coco com abacaxi-Mousse de chocolate)
*BEBIDAS. (Cobradas à parte).

CONTAMOS COM AS HONROSAS PRESENÇAS DOS ACADÊMICOS, FAMILIARES E AMIGOS.

Nota:Para melhores esclarecimentos, falar com

*Dr. Manoel Dias de Oliveira:Presidente Executivo da ALB-MG- Fone:3327 6768 ou 3282 7663
3292 1373-(10:00 h às 12:00h e de 13:00h às 17:00h
R. Mato Grosso 539-Sala 1105- Ed. Mondrian-Barro Preto/BH.
(Próximo da Pça. Raul Soares.)


Email: drmanoel@hotmail.com

*Sílvia Araújo Motta:Presidente-Fundadora-Vitalícia da ALB-MG
Fone: 9928 2798
clubedalinguaport@gmail.com


---*---

CARTA-CIRCULAR Nº 003/2011

Ilmºs.
Senhores Acadêmicos
da Academia de Letras do Brasil - Minas Gerais

Ilustres Confrades:

Venho confirmar o almoço do próximo sábado, dia 26, no restaurante MINAS II, na Av. Bandeirantes 2323, Serra, conforme já fora comunicado anteriormente.

Cientifico-lhes que fizemos algumas alterações no que antes havíamos informado, sendo a principal delas a seguinte:

* Não haverá mais a necessidade da compra do convite, tampouco de se pagar pelo almoço o valor nele estipulado. Desse modo, cada acadêmico pagará o valor relativo àquilo que consumir. Cada colega poderá levar tantos convidados quantos quiser.

Peço-lhes sua preciosa atenção para as seguintes orientações:

1. Não se trata de um almoço simplesmente, será a primeira Reunião Administrativa e Cultural de nossa gestão e será a única deste ano;


2. O horário agendado para o início é meio dia. Peço-lhes, por favor, que cheguem antes disto e, assim, nos ajudem a não começarmos a reunião com
atraso, e, desse modo, possamos terminá-la impreterivelmente às 14 horas.

3. Recomendo-lhes o uso do nosso fardão - a reunião terá lugar no Scoth Bar do Restaurante, que está reservado exclusivamente para nós.

4. Haverá um programa a ser cumprido, o qual está divido em duas partes:

4.1. Sessão administrativa e cultural - Palestra do Presidente, apresentações musicais e poéticas, homenagens aos aniversariantes;

4.2. Acolhimento Social - Consolidando relacionamentos, confraternização, almoço.

5. O cumprimento do horário constitui fator imprescindível, pois, na noite deste mesmo dia, muitos dos nossos colegas serão homenageados em Ribeirão das Neves, no evento comemorativo dos 12 anos da ANELCA, que terá início às 18 horas, e necessitarão chegar ali em tempo hábil.

A presença de todos os colegas acadêmicos será muito importante para a nossa unidade e fortalecimento institucional, mas também porque será uma rica oportunidade para congraçamento, confraternização e regozijo de todos.

Com a elevada estima e respeito que lhes não posso deixar de tributar.

Dr. Manoel Dias de Oliveira
Presidente Executivo

________

Em tempo:

A pessoa convidada, e com presença já confirmada, para proceder as apresentações musicais é Guto Fernandes, ex-roteirista da TV Globo e da Gravadora Sony, do Rio de Janeiro.

CANTE CONOSCO A CANÇÃO ÓH! MINAS GERAIS...



CANTE CONOSCO : Oh! MINAS GERAIS

Letra de José Duduca de Moraes (1942)
Adaptação da canção “Vienni sul Mar”
Arranjo:Manoezinho Araújo

Oh! Minas Gerais! - Oh! Minas Gerais!
Quem te conhece não esquece jamais!
Oh! Minas Gerais!(bis)

Tuas terras que são altaneiras,
o teu céu é do puro anil...
És bonita, ó terra mineira,
esperança do nosso Brasil.

Tua lua é a mais prateada,
que ilumina o nosso torrão...
És formosa, ó terra encantada,
és orgulho da nossa nação!

Oh! Minas Gerais! - Oh! Minas Gerais!
Quem te conhece não esquece jamais!
Oh! Minas Gerais!(bis)

Teus regatos a enfeitam de ouro,
os teus rios carreiam diamantes,
que faíscam estrelas de aurora,
entre matas e penhas gigantes...

Tuas montanhas são peitos de ferro
que se erguem da pátria alcantil,
nos teus ares suspiram serestas,
és altar deste imenso Brasil.
-
Fonte: CD Hinos da Alma Brasileira-Históricos e Curiosidades-SESC-Minas Gerais. (Ver páginas 35 e 36).
(Ver comentário do CD/Livreto pág. 5-6-7( Um Brasil feito Hino) de Carlos Felipe, pesquisador, cantor, Acadêmico da Academia de Letras do Brasil-MG).

---***---

DEZENOVE DE NOVEMBRO -DIA DA BANDEIRA NACIONAL BRASILEIRA



4085-BANDEIRA DO BRASIL(19 de novembro)

Soneto-clássico-decassílabo-camoniano heróico nº 2384
(Sílaba-sonora/forte na 6ª e 10ª sílabas
Rima ABBA,ABBA,CDE,CDE)

Por Sílvia Araújo Motta.

Ordem e Progresso forte esquema encerra
nos vinte e sete(*) Estrelas da Nação;
em cada estrela aponta a posição
da mãe que embala os filhos desta terra.

Se for preciso ir, à luta, à guerra,
Os brasileiros vão buscar a ação
e defender o nosso bel torrão,
Seja onde for, no mar, no ar, na serra...

Brasília traz Distrito Federal:
mais uma estrela mostra, com certeza,
no espaço azul-celeste, toda ornada.

No pavilhão com verde nacional,
cor amarela do ouro tem grandeza
que representa nossa Pátria amada.
-
Belo Horizonte, sete de setembro de 2007,
185º aniversário da Independência do Brasil.
-----------------------------------------------------
(*) 27 estrelas brancas simbolizam as Unidades Federativas do Brasil:
26 Estados e Um Distrito Federal.
Belo Horizonte, 19 de novembro de 2011.
-----------------------------------------------------

2278 -BANDEIRA DO BRASIL E DOS ESTADOS BRASILEIROS
CARVERSOS, TROVAS E ACRÓSTICOS.

Primeira parte:
Abertura/Composição da Mesa de Honra:
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil

TROVA Nº 01 :
Sejam bem-vindos Senhores,
Autoridades presentes,
Sócios, Amigos, Cantores,
Escritores e Assistentes.

TROVA Nº 02 :
Nesta abertura façamos
a composição da Mesa:
-Autoridades chamamos
Entre aplausos, com certeza.

TROVA Nº 03 :
Com prazer, vou convidar
nosso caro Presidente,
para seu lugar tomar
trazendo voz eloquente.
-
Segunda Parte:
SAUDAÇÃO à BANDEIRA DO BRASIL
Comentário(Sílvia Araújo Motta)
A Bandeira Nacional Brasileira foi adotada
pelo-Decreto de Nº04 de 19 de Nov. de 1889.

Marcha batida de autoria do mestre
de Música: ANTÃO FERNANDES.

Adaptação vocal, em Fá Maior, do maestro
ALBERTO NEPOMUCENO
-
Convidamos o nosso Presidente
para abrir a BANDEIRA DO BRASIL
para receber o aplauso do público presente.

---***---

TROVA Nº 04 :
Em continência à Bandeira
peço aplausos, por favor,
pedindo à Nação inteira
Ordem, Progresso e Amor.

TROVA Nº 05 :
Nossa querida Bandeira
retrata um passado honrado,
sua riqueza altaneira,
na paz do céu estrelado.

TROVA Nº 06:
O Brasil vamos saudar
com respeito e admiração,
nosso HINO, vamos cantar
e exaltar nossa Nação.

(Cantemos o Hino Nacional Brasileiro)

-
Apresentação acróstica:

72-HINO NACIONAL BRASILEIRO

Acróstico - Histórico
Por Sílvia Araújo Motta

H-Há uma Lei aprovada, de exigência oficial
I-Inalterável, exige em seu artigo primeiro.
N-No patriótico Hino Nacional Brasileiro,
O-Orgulho do Povo no Congresso Nacional,

N-Na música, tocada somente em Si Bemol,
A-Atento ritmo ”cento e vinte”, na execução,
C-Canto obrigatório sempre em uníssono,
I-Indicado para voz em tom de Fá Maior.
O-Orquestra,Banda ou Coral em exata “disposição”.
N-Na melodia, sons da Independência do Brasil.
A-A autoria de Francisco Manuel da Silva,(RJ)
L-Letra oficial de Ozório Duque Estrada.(RJ)

B-Batista Siqueira confirma a oficialização
R-Realmente em mil oitocentos e noventa,
A-A seguir dois anos da aprovação da República.
S-Sabemos que o Hino foi cantado na Abdicação
I-Imprevista de D. Pedro I, em 7 de abril.(1831).
L-Letra imortal escrita (1909) e aprovada(1922).
E-Lnfim, a primeira letra da partida de “D. Pedro I”
I-Indicada dez anos até a letra para a Coroação,
R-Retificada apenas em alguns termos da letra de
O-Ovídio Saraiva de Carvalho e Silva.(1841).

Belo Horizonte, 19 de novembro de 1990.

---***---

TERCEIRA PARTE:
SAUDAÇÃO Á BANDEIRA DE MINAS GERAIS:

TROVA Nº 07 :
Defendendo a liberdade
entre os brios nacionais,
com paz, bravura e lealdade
saudamos Minas Gerais.

TROVA Nº 08 :
Glória à Terra em que os varões
aos quatro ventos proclamem:
-Quebramos tantos grilhões:
“-Libertas quae sera tamen”

TROVA Nº 09 :
Francisco Braga compôs,
Linda música à Bandeira,
Olavo Bilac pôs
A poesia prazenteira.

(Cantemos o Hino à Bandeira de Minas Gerais)

------------------------------------
HINO DA BANDEIRA NACIONAL-Letra Oficial

Música: Francisco Braga
Letra: Olavo Bilac

1:
Salve, lindo pendão da esperança,
Salve, símbolo augusto da paz!
Tua nobre presença à lembrança
A grandeza da Pátria nos traz.

(Refrão:)
Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

2:
Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul,
A verdura sem par destas matas,
E o esplendor do Cruzeiro do Sul.

(Refrão:)
Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

3:
Contemplando o teu vulto sagrado,
Compreendemos o nosso dever;
E o Brasil, por seus filhos amado,
Poderoso e feliz há de ser.

(Refrão:)
Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

4:
Sobre a imensa Nação Brasileira,
Nos momentos de festa ou de dor,
Paira sempre, sagrada bandeira,
Pavilhão da Justiça e do Amor!

(Refrão:)
Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

Nota:
Vale a pena pesquisar...e agradecer sugestões amigas.
Consultei na INTERNET , no Centro de Comunicação Social do Exército Nº 10/Encarte Infantil do Noticiário do Exército - Brasília, 19 de novembro de 2002 e confirmei a letra oficial da BANDEIRA NACIONAL BRASILEIRA.FONTE:http://www.exercito.gov.br/Recrutinha/2002/19nov/hino.htm
-------------------------------------

Curiosidades: VARONIL OU JUVENIL?

Juvenil ou Varonil?

Esta é a dúvida que todo ano surge acerca da letra do Hino à Bandeira, haja vista circularem versões contendo as duas expressões.

O Hino à Bandeira surgiu de um pedido feito pelo Prefeito do Rio de Janeiro, Francisco Pereira Passos, ao poeta Olavo Bilac para que compusesse um poema em homenagem à Bandeira, encarregando o professor Francisco Braga, da Escola Nacional de Música, de criar uma melodia apropriada à letra. Em 1906, o hino foi adotado pela prefeitura, passando, desde então, a ser cantado em todas as escolas do Rio de Janeiro. Aos poucos, sua execução estendeu-se às corporações militares e às demais unidades da Federação, transformando-se, extra-oficialmente, no Hino à Bandeira Nacional, conhecido de (quase) todos os brasileiros.

Salve lindo pendão da esperança!
Salve símbolo augusto da paz!
Tua nobre presença à lembrança
A grandeza da Pátria nos traz.

Recebe o afeto que se encerra
em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul,
A verdura sem par destas matas,
E o esplendor do Cruzeiro do Sul.

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil
Querido símbolo da terra
Da amada terra do Brasil!

Contemplando o teu vulto sagrado,
Compreendemos o nosso dever,
E o Brasil por seus filhos amado,
poderoso e feliz há de ser!

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil
Querido símbolo da terra
Da amada terra do Brasil!

Sobre a imensa Nação Brasileira,
Nos momentos de festa ou de dor,
Paira sempre sagrada bandeira
Pavilhão da justiça e do amor!

Recebe o efeto que se encerra
Em nosso peito juvenil
Querido símbolo da terra
Da amada terra do Brasil!

O Boletim do 1º Trimestre de 1906 da Intendência Municipal, publicado pela Diretoria Geral de Polícia Administrativa, Arquivo e Estatística, da Prefeitura do Rio de Janeiro, apresenta a letra e a partitura do Hino à Bandeira, como resultado das gestões de Francisco Pereira Passos. Nessa publicação aparece a palavra juvenil.

A 2ª edição do livro “A Bandeira do Brasil”, de Raimundo Olavo Coimbra, publicada em 1979 pelo IBGE, em sua página 505, publica o hino com a palavra juvenil no estribilho.

Não existe nenhum ato oficial do governo federal adotando ou modificando a letra do Hino à Bandeira. Assim, concui-se que a palavra “juvenil” é a correta, uma vez que assim consta na publicação mais antiga do hino que se tem notícia e considerando, ainda, a inexistência de qualquer ato oficial do governo federal acerca do assunto. Mas de onde vem essa história de “varonil”? Provavelmente porque as pessoas envelhecem e não se sentem mais “jovens”, então substituem o juvenil por varonil.

E ainda tem um complicador. A letra do Hino da Independência, composta por Evaristo da Veiga (a música é de D. Pedro I, o próprio). Mas tem também essa confusão entre “juvenil” e “varonil”. A versão original tem uma estrofe assim:

Parabéns, ó! brasileiros!
Já, com garbo varonil,
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.
Do universo entre as nações
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.

Já na versão da Fundação Victor Civita (aqui tem as duas versões, além do Hino à Bandeira original), há uma palavra trocada:

Parabéns, ó brasileiros,
Já, com garbo juvenil,
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.
Do universo entre as nações
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.

Fonte: Noticiário do Exército n.º 9352, de 04 de fevereiro de 1998
(Post Rating: 4 hits today, 5 yesterday, 459 total, 12 max)

.: bandeira, brasil, hino, juvenil, varonil...

FONTE:
http://www.nababu.org/?p=903


------------------------------------
FIBRA DE HERÓI (Canção à Bandeira do Brasil)

Letra: Teófilo de Barros Filho
Música: Guerra Peixe

Se a Pátria querida
For envolvida pelo perigo,
Na paz ou na guerra
Defende a terra contra o inimigo.
Com ânimo forte,
Se for preciso, enfrenta a morte!
Afronta se lava
Com fibra de herói de gente brava.

Bandeira do Brasil,
Ninguém te manchará;
Teu povo varonil
Isso não consentirá.
Bandeira idolatrada,
Altiva a tremular
Onde a liberdade
É mais uma estrela a brilhar.

---***---
QUARTA PARTE:
Continua...com ACRÓSTICOS
PARA OS 27 ESTADOS
E O DISTRITO FEDERAL.
---***---

QUINTA-FEIRA, 3 DE NOVEMBRO DE 2011 LINKS PARA VER FOTOS DE DR. MÁRIO CARABAJAL -Presidente Nacional/Internacional da ALB- E FOTOS DE DRA MANUELA CACILDA-CONSELHO SUPERIOR NACIONAL DA ALB

QUINTA-FEIRA, 3 DE NOVEMBRO DE 2011

LINKS PARA VER FOTOS DE DR. MÁRIO CARABAJAL -Presidente Nacional/Internacional da ALB- E FOTOS DE DRA MANUELA CACILDA-CONSELHO SUPERIOR NACIONAL DA ALB


INFORMATIVO Nº 139/2011/CBLP /ALB/ Ano 04- BH, 03 de novembro de 2011
SEÇÃO: UTILIDADE PÚBLICA INFORMAÇÕES ALB-MG

-*-

NOTA:
COPIE E COLE SEU LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR

Recepção no AEROPORTO de BH:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/presidente-nacional-da-alb-com-bandeira.html
-*-
Fotos de Dra. MANUELA CACILDA -PhI-cONSELHO NACIONAL DA ALB e Dr. MÁRIO CARABAJAL-PRESIDENTE NACIONAL/INTERNACIONAL DA ALB-MG
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/alb-mg-23-de-agosto-de-2011_809.html
-*-
Dr. MÁRIO cumprimenta o BISNETO do Patrono da ALB-MG AFFONSO PENNA e o Vice-Prefeito ROBERTO CARVALHO
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/dr-mario-carabajal-cumprimenta-o.html
-*-
PARECER FAVORÁVEL para fundação e instalação da ALB-MG:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/parecer-favoravel-da-alb-nomes-de.html
-*-
POEMAS para Dr. Mário e Dra Manuela Carabajal
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/presidente-da-alb-dr-mario-carabajal.html
-*-
Agradecimentos VERSIFICADOS de Sílvia Araújo Motta:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011_08_01_archive.html
-*-
Dr. MÁRIO ao lado de VÂNIA DINIZ DA ALB-Brasília.
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/06/o-fundador-presidente-nacional-dr-mario.html
-*-
Biografia de Dr. Mário Carabajal (Foto de Caçu)
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/06/presidente-da-alb-fundador-nacional-e.html
-*-
ANIVERSARIANTES DA ALB-MG
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/aniversariantes-de-setembro-e-outubro.html
-*-
LINKS DE TODOS OS MEMBROS APROVADOS PARA ALB-MG:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011_10_01_archive.html
-*-
Notícias sobre ALB-MG:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/noticiario-sobre-alb-mg.html
-*-
Cante conosco MÚSICA: Ó Minas Gerais, quem te conhece não esquece jamais!
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/cante-conosco-com-carlos-felipe-e.html
-*-
Nós na ESCOLA ESTADUAL PEDRO ALEIXO EM BH NO AUDITÓRIO COM ALUNOS E PROFESSORES
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/nos-da-alb-na-ee-pedro-aleixo.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/alunos-e-professores-no-auditorio-da.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/alunapoeta-premiada-na-ee-pedro-aleixo.html

-*-




LINKS DE TODOS OS MEMBROS APROVADOS PARA ALB-MG:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011_10_01_archive.html

GRUPO DE ACADÊMICOS DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-MINAS GERAIS NO DIA DE SUA FUNDAÇÃO:11 DE JUNHO DE 2011- REGISTRADA SOB O NÚMERO 131.767 NO LIVRO A, EM 22-08-2011, EM BELO HORIZONTE. ESTATUTO E ATA REGISTRADA NO CARTÓRIO (JERO OLIVA)-CARTÓRIO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS:
AV. AFONSO PENA 732-2º ANDAR-BH-TELEFAX: 3224-3878

-*-



-*-

INFORMATIVO Nº 139/2011/CBLP /ALB/ Ano 04- BH, 03 de novembro de 2011
SEÇÃO: UTILIDADE PÚBLICA INFORMAÇÕES ALB-MG
------------------------------------
Sílvia Araújo Motta/PhI-Diretoria de Relações Institucionais/DRI/ALB
Presidente –Fundadora –Vitalícia da ALB-MG- 23-08-2011.
-----------------------------------
Prof. Dr. Mário Roberto Carabajal Lopes PhD-PhI–
Fundador-Presidente Nacional e Internacional da ALB/CONFALB
-----------------------------------
Patrono Internacional da ALB:
Miguel Máximo Angel Robles Tejada –PhI-CAUSAS IMORTAIS-
*1922: Venezuela - † 12-Mar-2001: Boa Vista / Roraima / Brasil.
-----------------------------------
Patrono Nacional da ALB: Carlos Reinaldo Carabajal Lopes-PhI
Patrono do CONALB: Carlos Lucas de Sousa-PhI
Patrono Estadual da ALB de Minas Gerais: Affonso Penna, o Presidente da República do Brasil.(*30-11-1847-Santa Bárbara/MG)---(†14-06-1909 RJ).
-------------------------------------
ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL
ALB-PRIMEIRA ACADEMIA MUNDIAL DA ORDEM DE PLATÃO-
Organização Cultural Politicamente Ativa
Instituição Internacional de Cultura –CNPJ - 04.749.257/0001-00
Brasília, Distrito Federal – http://www.academialetrasbrasil.org.br
Atividade Principal:80.30-6/00:
Egrégore literária e científica, formação superior e pesquisas
ALEA JACTA EST-SPENS MENS IN SEMINE
--------------------------------------
Siga-nos:
http://www.academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com

PRIMEIRA PARTE: INFORMATIVO Nº 138/2011/CBLP /ALB/ Ano 04- 18 de outubro de 2011 SEÇÃO: UTILIDADE PÚBLICA INFORMAÇÕES ALB-MG

PRIMEIRA PARTE:

INFORMATIVO Nº 138/2011/CBLP /ALB/ Ano 04- 18 de outubro de 2011
SEÇÃO: UTILIDADE PÚBLICA INFORMAÇÕES ALB-MG

-*-

EXPERIMENTE DAR UM CLICK SOBRA A FOTO PARA TER UM TAMANHO MAIOR.

COPIE E COLE O LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR:
VEJA NOSSA ALB-MG NO SITE OFICIAL DA ALB:


Conferir aprovação no site oficial da ALB-por Dr. Mário Carabajal http://www.academialetrasbrasil.org.br/ALBMG230811.html
-*-

COPIE E COLE O LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR:
VEJA NOSSA ALB-MG NO SITE OFICIAL DA ALB:

SAIBA MAIS:


-*-
COPIE E COLE O LINK NO SEU COMPUTADOR:
ALB/MG:
http://www.academialetrasbrasil.org.br/
---***---


ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-MINAS GERAIS

REGISTRADA NO LIVRO A - Nº 131.767-
REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS EM 22-AGOSTO-2011,CONVOCAÇÃO DE ATA E ESTATUTO.
SELO DE FISCALIZAÇÃO Nº CFL 59723.

SECRETÁRIO-GERAL: EMERSON LUIZ DE CASTRO.
PRESIDENTE:SÍLVIA DE LOURDES ARAÚJO MOTTA.

DATA DA FUNDAÇÃO DA ALB-MG:11-6-2011;

DATA DA INSTALAÇÃO E POSSES DA ALB-MG DIA 23-8-2011.


-


-*-




CADEIRAS DOS ESCRITORES IMORTAIS APROVADOS PARA POSSES NA ALB-MG:
DIA 23 DE AGOSTO DE 2011-BELO HORIZONTE.

-

COPIE E COLE O LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR:
VEJA NOSSA ALB-MG NO SITE OFICIAL DA ALB:



Cadeira nº 01/ALB-MG- MANOEL DIAS DE OLIVEIRA-PhD
Psicanalista/Teólogo/Prof. Universitário
Presidente-Executivo da ALB-MG

PATRONO:EDIR CARVALHO TENÓRIO

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/conheca-o-presidente-da-alb-mg-bienio.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-01alb-mg-manoel-dias-de.html

-*-

Cadeira nº 02/ALB-MG-SILVIA DE LOURDES ARAÚJO MOTTA-PhI-
Profa. Dra.Filosofia/Língua Portuguesa/Pedagogista
Presidente-Fundadora-Vitalícia da ALB-MG

PATRONO: DJALMA ANDRADE

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/silvia-de-lourdes-araujo-motta_07.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/silvia-de-lourdes-araujo-motta.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-02alb-mg-silvia-de.html

-*-

Cadeira nº 03-JORGE LASMAR-
Advogado/Prof/Diretor da Faculdade de Administração Milton Campos
PATRONO: ATHOS VIEIRA DE ANDRADE

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/jorge-lasmar-galeria-dos-escritores.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-03-jorge-lasmar.html

-*-
Cadeira nº 04- CÍCERO MOTERAN RAMOS-
Engenheiro
PATRONO:SAUL ALVES MARTINS

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/cicero-moteran-ramos-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-04-cicero-moteran-ramos.html

-*-

Cadeira nº 05- WAGNER COLOMBAROLLI-
Engenheiro
PATRONO:AFONSO ARINOS DE MELLO FRANCO

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/wagner-colombarolli.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-05-wagner-colombarolli.html

-*-

Cadeira nº 06- PAULO GERALDO CORRÊA-
Advogado
PATRONO:ALBERTO BARROCA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/paulo-geraldo-correa-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-06-paulo-geraldo-correa.html

-*-

NOTA:
COPIE E COLE SEU LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR


Cadeira nº 07- JOSEMAR OTAVIANO DE ALVARENGA-
Médico
PATRONO:HILTON RIBEIRO DA ROCHA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/josemar-otaviano-de-alvarenga-galeria.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-07-josemar-otaviano-de.html

-*-

Cadeira nº 08- RONALDO VIEIRA DE AGUIAR-
Médico
PATRONO:CARLOS CHAGAS

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/ronaldo-vieira-de-aguiar-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-08-ronaldo-vieira-de.html

-*-

Cadeira nº 09- EURÍPEDES SANTOS ZUMPANO-
Engenheiro Urbanista
PATRONO:PROFESSOR E ADVOGADO PEDRO ALEIXO

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/euripedes-santos-zumpano.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-09-euripedes-santos.html

-*-

NOTA:
COPIE E COLE SEU LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR


Cadeira nº 10- DEUSDEDIT PINTO RIBEIRO DE CAMPOS-
Médico
PATRONO;SEBASTIÃO ELOI DOS SANTOS

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/deusdedit-pinto-ribeiro-de-campos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-10-deusdedit-pinto.html

-*-

Cadeira nº 11-SEBASTIÃO ABRÃO SALIM-
Médico
PATRONO:JOÃO PINHEIRO

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/sebastiao-abrao-salimprimeiro-sucessor.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-11-sebastiao-abrao-salim.html

-*-

Cadeira nº 12- EUGÊNIO FERRAZ-
Engenheiro
PATRONO:TIRADENTES-JOAQUIM JOSÉ DA SILVA XAVIER

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/eugenio-ferraz-galeria-dos-escritores.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-12-eugenio-ferraz.html

-*-

NOTA:
COPIE E COLE SEU LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR


Cadeira nº 13- JOÃO WILTON ALVES
Delegado de Polícia Civil, Advogado
PATRONO: JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/joao-wilton-alves-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-13-joao-wilton-alves.html

-*-

Cadeira nº 14- JOÃO QUINTINO DA SILVA-
Desembargador de Justiça do Estado de MG
PATRONO;PAULO PINHEIRO CHAGAS

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/joao-quintino-silva-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-14-joao-quintino-da-silva.html

-*-

Cadeira nº 15- RAYMUNDO NONATO FERNANDES-
Historiador/Professor-Administrador Educacional
PATRONO;MILTON CAMPOS

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/raymundo-nonato-fernandes-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-15-raymundo-nonato.html

-*-

Cadeira nº 16- HERBERT SARDINHA PINTO-
Professor
PATRONO;SEBASTIÃO DE AFFONSECA E SILVA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/herbert-sardinha-pinto-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-16-herbert-sardinha-pinto.html

-*-

Cadeira nº 17- FERNANDO ANTÔNIO XAVIER BRANDÃO – POSSE CANCELADA
Engenheiro
PATRONO:BERNARDO GUIMARÃES
LINK:NOME APROVADO PELA ALB/NACIONAL
NÃO TOMOU POSSE.

-*-

NOTA:
COPIE E COLE SEU LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR


Cadeira nº 18- ÁLVARO ANTÔNIO NICOLAU-
Psicólogo/Coronel PMMG
PATRONO; CYRO VERSIANNI DOS ANJOS

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/alvaro-antonio-nicolau-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-18-alvaro-antonio-nicolau.html

-*-

Cadeira nº 19- JOÃO BOSCO DE CASTRO-
Professor/Ten.Coronel
PATRONO:CLÁUDIO MANUEL DA COSTA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/joao-bosco-de-castro.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkadeira-n-19-joao-bosco-de-castro.html

-*-

Cadeira nº 20- JOSÉ MOREIRA ALVES-KID MOREIRA-
Delegado de Polícia Civil/Jornalista
PATRONO:OSWALDO DE CARVALHO MOINTEIRO

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/jose-moreira-alves-kid-moreiragaleria.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-20-jose-moreira-alves-kid.html

-*-

Cadeira nº 21- LÉA LÚCIA VIANA-LÉALU-
Escritora/Poeta
PATRONO; HENRIQUETA LISBOA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/lea-lucia-viana-lealu-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-21-lea-lucia-viana-lealu.html

-*-

Cadeira nº 22- LUIZ GONZAGA FERREIRA-LIMAGOLF-
Militar reformado
PATRONO: AFONSO CARLOS PIMENTA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/luiz-gonzaga-ferreira-limagolf-galeria.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-22-luiz-gonzaga-ferreira.html

-*-

Cadeira nº 23- DEIWSON FERREIRA DE MAGALHÃES-
Sargento PMMG
FERNANDO TAVARES SABINO

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/deiwson-ferreira-de-magalhaes-galeria.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-23-deiwson-ferreira-de.html

-*-

Cadeira nº 24- LUIZ AUDEBERT DELAGE FILHO –
Desembargador de Justiça do Estado de MG
PATRONO;LUCAS SÁVIO DE VASCONCELLOS GOMES

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/juiz-renato-cesar-jardim-escritor.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-24-luiz-audebert-delage.html

-*-

NOTA:
COPIE E COLE SEU LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR


Cadeira nº 25- RENATO CÉSAR JARDIM –
Juiz de Direito-Fórum de Belo Horizonte
PATRONO:ABGAR RENAULT

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/juiz-renato-cesar-jardim-escritor.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-25-renato-cesar-jardim.html

-*-

Cadeira nº 26- MARIA HELENA SOUZA MELLO –
Advogada
PATRONA; HELENA ANTIPOFF

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/maria-helena-souza-mello-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-26-maria-helena-souza.html

-*-

Cadeira nº 27- MAURO JOSÉ DE MORAIS-
Professor.
PATRONO;CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/mauro-jose-de-morais-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-27-mauro-jose-de-morais.html

-*-

NOTA:
COPIE E COLE SEU LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR


Cadeira nº 28- FRANKLIN LOPES DE FREITAS-
Comendador/Empresário
PATRONO:FRANCISCO CÃNDIDO XAVIER

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/franklin-lopes-de-freitas-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-28-franklin-lopes-de.html

-*-

Cadeira nº 29-LUIZA MIRANDA-
Administradora/Marketing
PATRONA: ALAÍDE LISBOA DE OLIVEIRA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/luiza-miranda.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-29-luiza-miranda.html

-*-

Cadeira nº 30-JEHU PINTO DE AGUILAR FILHO-
Prof .Coord. Universitário
PATRONO: NEWTON PAIVA FERREIRA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/jehu-pinto-de-aguilar-filho-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/link_6449.html

-*-

Cadeira nº 31-EMERSON LUIZ DE CASTRO-
Advogado/Prof.Coord. Universitário
PATRONO: MURILO BADARÓ

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/emerson.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/link-cadeira-n-31-emerson-luiz-de.html

-*-

Cadeira nº 32-ANTONIO CARLOS ALBUQUERQUE-NÃO TOMOU POSSE
Economista
PATRONO:BARÃO DE PARAOPEBA-POSSE ADIADA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/antonio-carlos-albuquerque-escritor.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-32-antonio-carlos.html

-*-

NOTA:
COPIE E COLE SEU LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR


Cadeira nº 33-ROBERTO CARVALHO-
Administrador/Vice-Prefeito de BH
PATRONO: ARY BARROSO

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/roberto-carvalho-escritor-imortal-na.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/link-cadeira-n-33-roberto-carvalho.html

-*-

Cadeira nº 34-CARLOS FELIPE DE MELO MARQUES HORTA_
Jornalista/Folclorólogo.
PATRONO:HERMES DE PAULA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/carlos-felipe-de-melo-marques-horta.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-34-carlos-felipe-de-melo.html

-*-

Cadeira nº 35-EDUARDO A. O. TOLEDO
-Advogado
PATRONO; SENADOR EDUARDO CARLOS VILHENA DO AMARAL

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/eduardo-o-toledo.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/link-cadeira-n-35-eduardo-o-toledo.html

-*-

Cadeira nº 36- ZENI DE BARROS LANA-
Profa.Orientadora Educacional
PATRONO; ALBERTO LIBÂNIO RODRIGUES

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/zeni-de-barros-lana-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-36-zeni-de-barros-lana.html

-*-

Cadeira nº 37/ALB-MG- MARCO AURÉLIO BAGGIO-
Médico/Psiquiatra/Psicanalista
PATRONO:JOÃO GUIMARÃES ROSA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/marco-aurelio-baggio-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/link-cadeira-n-37alb-mg-marco-aurelio.html

-*-

Cadeira nº 38-ANTONIO FRANCISCO PATENTE-
Procurador de Justiça/Prof. Universitário
PATRONO RUI BARBOSA

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/antonio-francisco-patente.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/link.html

-*-

Cadeira nº 39 GILBERTO MADEIRA PEIXOTO-
Médico
PATRONO:ZOROASTRO VIANNA PASSOS

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/gilberto-madeira-peixoto-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-39-gilberto-madeira.html

-*-

Cadeira nº 40- PATRONA MARIA DA CONCEIÇÃO PILÓ(FALECIDA)
Escritora/Poeta/Artista Plástica-

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/maria-da-conceicao-pilo-escritor.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/3787-morre-conceicao-pilo-curadora-do.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-n-40-maria-da-conceicao.html

-

NOTA:
COPIE E COLE SEU LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR



1) ESCRITOR IMORTAL APROVADO para DIPLOMAÇÃO
COMO MEMBRO CORRESPONDENTE DA ALB-MG
ACADÊMICO Prof./Historiador CLÉRIO JOSÉ BORGES SANTA´ANNA
RESIDENTE EM VITÓRIA-ESPIRITO SANTO.

-Presidente do Clube dos Poetas Capixabas/Espírito Santo.

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/clerio-jose-borges-de-sant-anna.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkacademico-profhistoriador-clerio.html

-*-

2) ESCRITORA IMORTAL APROVADA para DIPLOMAÇÂO
COMO MEMBRO CORRESPONDENTE DA ALB-MG
KÁTTIA BOBBIO-Profa.Promotora de Eventos
RESIDENTE EM VITÓRIA-ESPIRITO SANTO.
LINK:

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/kattia-bobbio.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkmembro-correspondente-dalinkkattia.html

----------------------

ACADEMIA MILITAR BRASILEIRA DE LETRAS ESTRATÉGICAS SECCIONAL ALB/MG

CADEIRA 1)ÁLVARO ANTÔNIO NICOLAU-Coronel PMMG/PSICÓLOGO
ESCRITOR IMORTAL APROVADO para DIPLOMAÇÃO em 23 de agosto de 2011
ACADEMIA MILITAR BRASILEIRA DE LETRAS ESTRATÉGICAS-ALB-MG

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/alvaro-antonio-nicolau-galeria-dos.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/linkcadeira-1alvaro-antonio-nicolau.html

-*-

CADEIRA 2)JOÃO BOSCO DE CASTRO-Prof.Ten-Coronel PMMG
ESCRITOR IMORTAL APROVADO para DIPLOMAÇÃO em 23 de agosto de 2011
ACADEMIA MILITAR BRASILEIRA DE LETRAS ESTRATÉGICAS-ALB-MG
LINK:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/joao-bosco-de-castro.html

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/link-alb-mg-cadeira-2joao-bosco-de.html

-*-

CADEIRA 3)GIOVANNI FRANCO-Prof. Capitão PMMG

ESCRITOR IMORTAL APROVADO para DIPLOMAÇÃO em 23 de agosto de 2011
ACADEMIA MILITAR BRASILEIRA DE LETRAS ESTRATÉGICAS-ALB-MG

PATRONO: OSWALDO DE CARVALHO MONTEIRO

LINK:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/07/giovanni-franco.html

---***---

NOTA:

PARA VER CADA PÁGINA:

NOTA:
COPIE E COLE SEU LINK NA BARRA DE FERRAMENTAS DO SEU COMPUTADOR


EXPERIMENTE DAR UM CLICK SOBRA A FOTO PARA TER UM TAMANHO MAIOR.


Presidente Executivo da ALB-MG

---***---


SILVIA DE LOURDES ARAÚJO MOTTA:PRESIDENTE-FUNDADORA-VITALÍCIA DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-MINAS GERAIS.

---***---

INFORMATIVO Nº 138/2011/CBLP /ALB/ Ano 04- 18 de outubro de 2011 -SEÇÃO: UTILIDADE PÚBLICA INFORMAÇÕES ALB-MG-

fOTO 0819-SÍLVIA FAZ ABERTURA DA SOLENIDADE DE POSSES DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-MINAS GERAIS




ALB-MG dia 23-agosto-2011-Belo Horizonte.

---***---

EXPERIMENTE DAR UM CLICK SOBRA A FOTO PARA TER UM TAMANHO MAIOR.

Apresentação do CORAL LUÍS DE CAMÕES -DIA 23-AGOSTO DE 2011-ALB-MG
---***---


---***---

---***---

EXPERIMENTE DAR UM CLICK SOBRA A FOTO PARA TER UM TAMANHO MAIOR.


---***---

---***---
EXPERIMENTE DAR UM CLICK SOBRA A FOTO PARA TER UM TAMANHO MAIOR.



Acadêmico Cad. 13 ALB-MG: Dr. João Wilton Alves,Presidente Nacional e Internacional:Dr. Mário Carabajal,Presidente-Fundadora-Vitalícia da ALB-MG:Sílvia de Lourdes Araújo Motta.

EXPERIMENTE DAR UM CLICK SOBRA A FOTO PARA TER UM TAMANHO MAIOR.
---***---

EXPERIMENTE DAR UM CLICK SOBRA A FOTO PARA TER UM TAMANHO MAIOR.

GRUPO DE ACADÊMICOS DA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL-MINAS GERAIS NO DIA DE SUA FUNDAÇÃO:
11 DE JUNHO DE 2011- REGISTRADA SOB O NÚMERO 131.767 NO LIVRO A, EM 22-08-2011, EM BELO HORIZONTE. ESTATUTO E ATA REGISTRADA NO CARTÓRIO (JERO OLIVA)-CARTÓRIO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS:
AV. AFONSO PENA 732-2º ANDAR-BH-TELEFAX: 3224-3878

-*-

EXPERIMENTE DAR UM CLICK SOBRA A FOTO PARA TER UM TAMANHO MAIOR.



CONVITE GERAL FRENTE com link da ALB-MG, AO FINAL.
-*-


CONVITE GERAL-VERSO COM OS NOMES DOS ACADÊMICOS APROVADOS À ALB-MG

---***---

LINKS DE TODOS OS MEMBROS APROVADOS PARA ALB-MG:

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011_10_01_archive.html


-*-


Notícias sobre ALB-MG:

http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/noticiario-sobre-alb-mg.html

-*-

Cante conosco ó Minas Gerais, quem te conhece não esquece jamais!
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/cante-conosco-com-carlos-felipe-e.html

-*-


Nós na Escola Estadual Pedro Aleixo:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/nos-da-alb-na-ee-pedro-aleixo.html
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/alunos-e-professores-no-auditorio-da.html
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/alunapoeta-premiada-na-ee-pedro-aleixo.html

-*-

Recepção no Aeroporto de BH:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/presidente-nacional-da-alb-com-bandeira.html

-*-

Dr. Mário cumprimenta o bisneto do Patrono da ALB-MG AFFONSO PENNA e o Vice-Prefeito
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/dr-mario-carabajal-cumprimenta-o.html

-*-

Fotos de Dra. Manuela Carabajal:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/alb-mg-23-de-agosto-de-2011_809.html

-*-

Quem é o Presidente-Executivo da ALB-MG?
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/conheca-o-presidente-da-alb-mg-bienio.html

-*-

Parecer favorável para fundação e instalação da ALB-MG:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/parecer-favoravel-da-alb-nomes-de.html

-*-

Poema para Dr. Mário e Dra Manuela Carabajal
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/08/presidente-da-alb-dr-mario-carabajal.html

-*-

Agradecimentos de Sílvia Araújo Motta:
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011_08_01_archive.html
-*-

Dr. Mário ao lado de Vãnia Diniz-ALB-Brasília
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/06/o-fundador-presidente-nacional-dr-mario.html

-*-

Biografia de Dr. Mário Carabajal
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/06/presidente-da-alb-fundador-nacional-e.html

-*-

ANIVERSARIANTES DA ALB-MG
http://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2011/10/aniversariantes-de-setembro-e-outubro.html


-*-

INFORMATIVO Nº 138/2011/CBLP /ALB/ Ano 04- 18 de outubro de 2011
-SEÇÃO: UTILIDADE PÚBLICA INFORMAÇÕES ALB-MG-
------------------------------------
Sílvia Araújo Motta/PhI-Diretoria de Relações Institucionais/DRI/ALB
Presidente –Fundadora –Vitalícia da ALB-MG- 23-08-2011.
-----------------------------------
Prof. Dr. Mário Roberto Carabajal Lopes PhD-PhI–
Fundador-Presidente Nacional e Internacional da ALB/CONFALB
-----------------------------------
Patrono Internacional da ALB:
Miguel Máximo Angel Robles Tejada –PhI-CAUSAS IMORTAIS-
*1922: Venezuela - † 12-Mar-2001: Boa Vista / Roraima / Brasil.
-----------------------------------
Patrono Nacional da ALB: Carlos Reinaldo Carabajal Lopes-PhI
Patrono do CONALB: Carlos Lucas de Sousa-PhI
Patrono Estadual da ALB de Minas Gerais: Affonso Penna, o Presidente da República do Brasil.(*30-11-1847-Santa Bárbara/MG)---(†14-06-1909 RJ).
-------------------------------------
ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL
ALB-PRIMEIRA ACADEMIA MUNDIAL DA ORDEM DE PLATÃO-
Organização Cultural Politicamente Ativa
Instituição Internacional de Cultura –CNPJ - 04.749.257/0001-00
Brasília, Distrito Federal – http://www.academialetrasbrasil.org.br
Atividade Principal:80.30-6/00:
Egrégore literária e científica, formação superior e pesquisas
ALEA JACTA EST-SPENS MENS IN SEMINE
--------------------------------------
Siga-nos:
http://www.academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com

sábado, 5 de novembro de 2011

POEMAS-SONETOS DE CAMÕES

Amor é fogo que arde sem se ver

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões


-----***-----
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía.

Luís de Camões

-------***-------




-----***-----


TÍTULOS DOS SONETOS DE LUIS VAZ DE CAMÕES

VALE A PENA ABRIR O SITE:


http://users.isr.ist.utl.pt/~cfb/VdS/camoes.html


Amor é fogo que arde sem se ver

Verdes são os campos

Transforma-se o amador na cousa amada

Se tanta pena tenho merecida

Busque Amor novas artes, novo engenho

Enquanto quis Fortuna que tivesse

Tomou-me vossa vista soberana

Quem pode livre ser, gentil Senhora

O fogo que na branda cera ardia

Tanto de meu estado me acho incerto

Alma minha gentil, que te partiste

Quando de minhas mágoas a comprida

Ah! minha Dinamene! Assim deixaste

Endechas a Bárbara escrava

Descalça vai pera a fonte

Perdigão perdeu a pena

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

No mundo quis o Tempo que se achasse

Quando me quer enganar

Amor, que o gesto humano na alma escreve

Quem presumir, Senhora, de louvar-vos

Posto me tem Fortuna em tal estado

Ao desconcerto do Mundo

Eu cantarei de amor tão docemente(13/2/95)

Que me quereis, perpétuas saudades?(20/2/95)

Se as penas com que Amor tão mal me trata (6/3/95)

Se me vem tanta glória só de olhar-te (22/5/95)

Quem vê, Senhora, claro e manifesto (31/7/95)

O dia em que nasci moura e pereça (5/2/96)

Julga-me a gente toda por perdido (14/2/96)

Vencido está de amor (14/2/96)

Senhora minha, se de pura inveja (28/10/96)

O cisne, quando sente ser chegada (28/4/97)

Se pena por amar-vos se merece (13/10/97)

Sempre a Razão vencida foi de Amor (11/5/98)

Coitado! que em um tempo choro e rio (22/6/98)

Lembranças, que lembrais meu bem passado (21/9/98)

Nunca em amor danou o atrevimento (1/3/99)

Erros meus, má fortuna, amor ardente (22/3/99)

Qual tem a borboleta por costume (12/4/99)

O tempo acaba o ano, o mês e a hora (7/6/99)

Quem diz que Amor é falso ou enganoso (10/1/00)

De quantas graças tinha, a Natureza (17/1/00)

Ditoso seja aquele que somente (20/3/00)

Se só no ver puramente (15/5/00)

Onde acharei lugar tão apartado (4/12/00)

FONTE:

http://users.isr.ist.utl.pt/~cfb/VdS/camoes.html



Hino nacional de Portugal - A Portuguesa - Heróis do Mar ...



----------



-------------



--------------



OBRA POÉTICA DE FERNANDO PESSOA

OBRA POÉTICA DE FERNANDO PESSOA;

http://www.insite.com.br/art/pessoa/

-----***-----

AUTOPSICOGRAFIA
O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

Fernando Pessoa

-----***-----

QUADRAS AO GOSTO POPULAR

FERNANDO PESSOA

Cantigas de portugueses
São como barcos no mar -
Vão de uma alma para outra
Com riscos de naufragar.

A terra é sem vida, e nada
Vive mais que o coração
E envolve-te a terra fria
E a minha saudade não!

O moinho de café
Mói grãos e faz deles pó.
O pó que a minh'alma é
Moeu quem me deixa só.

Se eu te pudesse dizer
O que nunca te direi,
Tu terias que entender
Aquilo que nem eu sei.

Teu vestido porque é teu,
Não é de cetim nem chita.
É de sermos tu e eu
E de tu seres bonita.

Vem cá dizer-me que sim.
Ou vem dizer-me que não.
Porque sempre vens assim
P'ra ao pé do meu coração.

Tenho um segredo a dizer-te
Que não te posso dizer.
E com isso já te o disse
Estavas farta de o saber...

Dona Rosa, Dona Rosa,
De que roseira é que vem,
Que não tem senão espinhos
Para quem só lhe quer bem?

Dona Rosa, Dona Rosa,
Quando eras inda botão
Disseram-te alguma cousa
De flor não ter coração?

Trazes uma cruz no peito.
Não sei se é por devoção.
Antes tivesses o jeito
De ter lá um coração.

-----***-----

ODE DE RICARDO REIS-HETERÔNIMO DE FERNANDO PESSOA
Ricardo Reis (1887 - 1935?):
Ricardo Reis nasceu no Porto. Educado em colégio de jesuítas, é médico e vive no Brasil desde 1919, pois expatriou-se espontaneamente por ser monárquico. É latinista por educação alheia, e um semi-helenista por educação própria.

Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.

Ricardo Reis, 14-2-1933

-----***-----
Tão cedo passa tudo quanto passa!
Morre tão jovem ante os deuses quanto
Morre! Tudo é tão pouco!
Nada se sabe, tudo se imagina.
Circunda-te de rosas, ama, bebe
E cala. O mais é nada.
Ricardo Reis, 3-1-1923

-----***-----


POEMAS DE ALBERTO CAIEIRO-HETERÔNIMO DE FERNANDO PESSOA:

NOTA:
Alberto Caeiro é considerado o mestre de todos os heterônimos de Fernando Pessoa. Nasceu em Lisboa, mas viveu quase toda a sua vida no campo. Não teve profissão, nem educação quase alguma, só instrução primária; morreram-lhe cedo o pai e a mãe, e deixou-se ficar em casa, vivendo de uns pequenos rendimentos. Vivia com uma tia velha, tia avó. Morreu tuberculoso.

O meu olhar é nítido como um girassol.
Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando para a direita e para a esquerda,
E de vez em quando olhando para trás...
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
E eu sei dar por isso muito bem...
Sei ter o pasmo essencial
Que tem uma criança se, ao nascer,
Reparasse que nascera deveras...
Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do Mundo...
Creio no mundo como num malmequer,
Porque o vejo. Mas não penso nele
Porque pensar é não compreender...

O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...

Eu não tenho filosofia; tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar...

Amar é a eterna inocência,
E a única inocência não pensar...

Alberto Caeiro, em "O Guardador de Rebanhos", 8-3-1914


-----****-----

O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia,
Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia
Porque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia.
O Tejo tem grandes navios
E navega nele ainda,
Para aqueles que vêem em tudo o que lá não está,
A memória das naus.
O Tejo desce de Espanha
E o Tejo entra no mar em Portugal.
Toda a gente sabe isso.
Mas poucos sabem qual é o rio da minha aldeia
E para onde ele vai
E donde ele vem.
E por isso porque pertence a menos gente,
É mais livre e maior o rio da minha aldeia.
Pelo Tejo vai-se para o Mundo.
Para além do Tejo há a América
E a fortuna daqueles que a encontram.
Ninguém nunca pensou no que há para além
Do rio da minha aldeia.
O rio da minha aldeia não faz pensar em nada.
Quem está ao pé dele está só ao pé dele.
Alberto Caeiro

-----***-----

Álvaro de Campos (1890 - 1935?):HETERÔNIMO DE FERNANDO PESSOA:
Nasceu em Tavira, teve uma educação vulgar de Liceu; depois foi mandado para a Escócia estudar engenharia, primeiro mecânica e depois naval. Numas férias fez a viagem ao Oriente de onde resultou o Opiário.
Poemas de Álvaro de Campos:


Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Álvaro de Campos, 21-10-1935

---***---

POEMA EM LINHA RETA
Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,
Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,
Indesculpavelmente sujo,
Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho,
Eu, que tantas vezes tenho sido ridículo, absurdo,
Que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas,
Que tenho sido grotesco, mesquinho, submisso e arrogante,
Que tenho sofrido enxovalhos e calado,
Que quando não tenho calado, tenho sido mais ridículo ainda;
Eu, que tenho sido cômico às criadas de hotel,
Eu, que tenho sentido o piscar de olhos dos moços de fretes,
Eu, que tenho feito vergonhas financeiras, pedido emprestado sem pagar,
Eu, que, quando a hora do soco surgiu, me tenho agachado
Para fora da possibilidade do soco;
Eu, que tenho sofrido a angústia das pequenas coisas ridículas,
Eu verifico que não tenho par nisto tudo neste mundo.

Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
Nunca foi senão príncipe - todos eles príncipes - na vida...
Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
Ó príncipes, meus irmãos,

Arre, estou farto de semideuses!
Onde é que há gente no mundo?

Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?

Poderão as mulheres não os terem amado,
Podem ter sido traídos - mas ridículos nunca!
E eu, que tenho sido ridículo sem ter sido traído,
Como posso eu falar com os meus superiores sem titubear?
Eu, que venho sido vil, literalmente vil,
Vil no sentido mesquinho e infame da vileza.

Álvaro de Campos

-----***-----

TABACARIA
Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.
Janelas do meu quarto,
Do meu quarto de um dos milhões do mundo que ninguém sabe quem é
(E se soubessem quem é, o que saberiam?),
Dais para o mistério de uma rua cruzada constantemente por gente,
Para uma rua inacessível a todos os pensamentos,
Real, impossivelmente real, certa, desconhecidamente certa,
Com o mistério das coisas por baixo das pedras e dos seres,
Com a morte a por umidade nas paredes e cabelos brancos nos homens,
Com o Destino a conduzir a carroça de tudo pela estrada de nada.
Estou hoje vencido, como se soubesse a verdade.
Estou hoje lúcido, como se estivesse para morrer,
E não tivesse mais irmandade com as coisas
Senão uma despedida, tornando-se esta casa e este lado da rua
A fileira de carruagens de um comboio, e uma partida apitada
De dentro da minha cabeça,
E uma sacudidela dos meus nervos e um ranger de ossos na ida.
Estou hoje perplexo, como quem pensou e achou e esqueceu.
Estou hoje dividido entre a lealdade que devo
À Tabacaria do outro lado da rua, como coisa real por fora,
E à sensação de que tudo é sonho, como coisa real por dentro.
Falhei em tudo.
Como não fiz propósito nenhum, talvez tudo fosse nada.
A aprendizagem que me deram,
Desci dela pela janela das traseiras da casa.
Fui até ao campo com grandes propósitos.
Mas lá encontrei só ervas e árvores,
E quando havia gente era igual à outra.
Saio da janela, sento-me numa cadeira. Em que hei de pensar?
Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!
Gênio? Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho gênios como eu,
E a história não marcará, quem sabe?, nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras.
Não, não creio em mim.
Em todos os manicômios há doidos malucos com tantas certezas!
Eu, que não tenho nenhuma certeza, sou mais certo ou menos certo?
Não, nem em mim...
Em quantas mansardas e não-mansardas do mundo
Não estão nesta hora gênios-para-si-mesmos sonhando?
Quantas aspirações altas e nobres e lúcidas -
Sim, verdadeiramente altas e nobres e lúcidas -,
E quem sabe se realizáveis,
Nunca verão a luz do sol real nem acharão ouvidos de gente?
O mundo é para quem nasce para o conquistar
E não para quem sonha que pode conquistá-lo, ainda que tenha razão.
Tenho sonhado mais que o que Napoleão fez.
Tenho apertado ao peito hipotético mais humanidades do que Cristo,
Tenho feito filosofias em segredo que nenhum Kant escreveu.
Mas sou, e talvez serei sempre, o da mansarda,
Ainda que não more nela;
Serei sempre o que não nasceu para isso;
Serei sempre só o que tinha qualidades;
Serei sempre o que esperou que lhe abrissem a porta ao pé de uma parede sem porta,
E cantou a cantiga do Infinito numa capoeira,
E ouviu a voz de Deus num poço tapado.
Crer em mim? Não, nem em nada.
Derrame-me a Natureza sobre a cabeça ardente
O seu sol, a sua chava, o vento que me acha o cabelo,
E o resto que venha se vier, ou tiver que vir, ou não venha.
Escravos cardíacos das estrelas,
Conquistamos todo o mundo antes de nos levantar da cama;
Mas acordamos e ele é opaco,
Levantamo-nos e ele é alheio,
Saímos de casa e ele é a terra inteira,
Mais o sistema solar e a Via Láctea e o Indefinido.
(Come chocolates, pequena;
Come chocolates!
Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates.
Olha que as religiões todas não ensinam mais que a confeitaria.
Come, pequena suja, come!
Pudesse eu comer chocolates com a mesma verdade com que comes!
Mas eu penso e, ao tirar o papel de prata, que é de folha de estanho,
Deito tudo para o chão, como tenho deitado a vida.)
Mas ao menos fica da amargura do que nunca serei
A caligrafia rápida destes versos,
Pórtico partido para o Impossível.
Mas ao menos consagro a mim mesmo um desprezo sem lágrimas,
Nobre ao menos no gesto largo com que atiro
A roupa suja que sou, em rol, pra o decurso das coisas,
E fico em casa sem camisa.
(Tu que consolas, que não existes e por isso consolas,
Ou deusa grega, concebida como estátua que fosse viva,
Ou patrícia romana, impossivelmente nobre e nefasta,
Ou princesa de trovadores, gentilíssima e colorida,
Ou marquesa do século dezoito, decotada e longínqua,
Ou cocote célebre do tempo dos nossos pais,
Ou não sei quê moderno - não concebo bem o quê -
Tudo isso, seja o que for, que sejas, se pode inspirar que inspire!
Meu coração é um balde despejado.
Como os que invocam espíritos invocam espíritos invoco
A mim mesmo e não encontro nada.
Chego à janela e vejo a rua com uma nitidez absoluta.
Vejo as lojas, vejo os passeios, vejo os carros que passam,
Vejo os entes vivos vestidos que se cruzam,
Vejo os cães que também existem,
E tudo isto me pesa como uma condenação ao degredo,
E tudo isto é estrangeiro, como tudo.)
Vivi, estudei, amei e até cri,
E hoje não há mendigo que eu não inveje só por não ser eu.
Olho a cada um os andrajos e as chagas e a mentira,
E penso: talvez nunca vivesses nem estudasses nem amasses nem cresses
(Porque é possível fazer a realidade de tudo isso sem fazer nada disso);
Talvez tenhas existido apenas, como um lagarto a quem cortam o rabo
E que é rabo para aquém do lagarto remexidamente
Fiz de mim o que não soube
E o que podia fazer de mim não o fiz.
O dominó que vesti era errado.
Conheceram-me logo por quem não era e não desmenti, e perdi-me.
Quando quis tirar a máscara,
Estava pegada à cara.
Quando a tirei e me vi ao espelho,
Já tinha envelhecido.
Estava bêbado, já não sabia vestir o dominó que não tinha tirado.
Deitei fora a máscara e dormi no vestiário
Como um cão tolerado pela gerência
Por ser inofensivo
E vou escrever esta história para provar que sou sublime.
Essência musical dos meus versos inúteis,
Quem me dera encontrar-me como coisa que eu fizesse,
E não ficasse sempre defronte da Tabacaria de defronte,
Calcando aos pés a consciência de estar existindo,
Como um tapete em que um bêbado tropeça
Ou um capacho que os ciganos roubaram e não valia nada.
Mas o Dono da Tabacaria chegou à porta e ficou à porta.
Olho-o com o deconforto da cabeça mal voltada
E com o desconforto da alma mal-entendendo.
Ele morrerá e eu morrerei.
Ele deixará a tabuleta, eu deixarei os versos.
A certa altura morrerá a tabuleta também, os versos também.
Depois de certa altura morrerá a rua onde esteve a tabuleta,
E a língua em que foram escritos os versos.
Morrerá depois o planeta girante em que tudo isto se deu.
Em outros satélites de outros sistemas qualquer coisa como gente
Continuará fazendo coisas como versos e vivendo por baixo de coisas como tabuletas,
Sempre uma coisa defronte da outra,
Sempre uma coisa tão inútil como a outra,
Sempre o impossível tão estúpido como o real,
Sempre o mistério do fundo tão certo como o sono de mistério da superfície,
Sempre isto ou sempre outra coisa ou nem uma coisa nem outra.
Mas um homem entrou na Tabacaria (para comprar tabaco?)
E a realidade plausível cai de repente em cima de mim.
Semiergo-me enérgico, convencido, humano,
E vou tencionar escrever estes versos em que digo o contrário.
Acendo um cigarro ao pensar em escrevê-los
E saboreio no cigarro a libertação de todos os pensamentos.
Sigo o fumo como uma rota própria,
E gozo, num momento sensitivo e competente,
A libertação de todas as especulações
E a consciência de que a metafísica é uma consequência de estar mal disposto.
Depois deito-me para trás na cadeira
E continuo fumando.
Enquanto o Destino mo conceder, continuarei fumando.
(Se eu casasse com a filha da minha lavadeira
Talvez fosse feliz.)
Visto isto, levanto-me da cadeira. Vou à janela.
O homem saiu da Tabacaria (metendo troco na algibeira das calças?).
Ah, conheço-o; é o Esteves sem metafísica.
(O Dono da Tabacaria chegou à porta.)
Como por um instinto divino o Esteves voltou-se e viu-me.
Acenou-me adeus, gritei-lhe Adeus ó Esteves!, e o universo
Reconstruiu-se-me sem ideal nem esperança, e o Dono da Tabacaria sorriu.
Álvaro de Campos, 15-1-1928

-----***-----


ANIVERSÁRIO
No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu era feliz e ninguém estava morto.
Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos,
E a alegria de todos, e a minha, estava certa com uma religião qualquer.

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma,
De ser inteligente para entre a família,
E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.
Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças.
Quando vim a olhar para a vida, perdera o sentido da vida.

Sim, o que fui de suposto a mim-mesmo,
O que fui de coração e parentesco.
O que fui de serões de meia-província,
O que fui de amarem-me e eu ser menino,
O que fui --- ai, meu Deus!, o que só hoje sei que fui...
A que distância!...
(Nem o acho...)
O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!

O que eu sou hoje é como a umidade no corredor do fim da casa,
Pondo grelado nas paredes...
O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme através das minhas lágrimas),
O que eu sou hoje é terem vendido a casa,
É terem morrido todos,
É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio...

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos...
Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo!
Desejo físico da alma de se encontrar ali outra vez,
Por uma viagem metafísica e carnal,
Com uma dualidade de eu para mim...
Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes!

Vejo tudo outra vez com uma nitidez que me cega para o que há aqui...
A mesa posta com mais lugares, com melhores desenhos na loiça,
com mais copos,
O aparador com muitas coisas — doces, frutas o resto na sombra debaixo do alçado---,
As tias velhas, os primos diferentes, e tudo era por minha causa, No tempo em que festejavam o dia dos meus anos...

Pára, meu coração!
Não penses! Deixa o pensar na cabeça!
Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!
Hoje já não faço anos.
Duro.
Somam-se-me dias.
Serei velho quando o for.
Mais nada.
Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira!...

O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!...

Álvaro de Campos, 15-10-1929
-----***-----


Assim como falham as palavras quando querem exprimir
qualquer pensamento, assim falham os pensamentos
quando querem exprimir qualquer realidade. (A.Caeiro)

Introdução
Poesias selecionadas

Curiosidades

Artigos e idéias

Mapa do Site

Indique esta página para alguém

Fórum de Discussão (participe!)

Glossário

-----***-----

Cancioneiro: Nota preliminar

Tão abstrata é a idéia do teu ser...

Dobre - Peguei no meu coração...

Quem te disse ao ouvido esse segredo...

Abdicação: Toma-me, ó noite eterna...

Dorme enquanto eu velo... deixa-me sonhar...

Põe as mãos nos ombros... beija-me na fronte...

Ao longe, ao luar, no rio uma vela...

Sonho. Não sei quem sou neste momento...

Contemplo o lago mudo que uma brisa estremece...

Gato que brincas na rua como se fose na cama...

Não: não digas nada!

Vaga, no azul amplo solta, vai uma nuvem errando...

O Andaime: O tempo que eu hei sonhado...

Sorriso audível das folhas...

Autopsicografia: O poeta é um fingidor...

O que me dói não é o que há no coração...

Entre o sono e o sonho...

Tudo o que faço ou medito fica sempre na metade.

Tenho tanto sentimento que...

Viajar! Perder países!

Grandes mistérios habitam o limiar do meu ser...

Fresta: Em meus momentos escuros...

Eros e Psique: Conta a lenda que dormia uma princesa...

Teus olhos entristecem. Nem ouves o que digo...

Liberdade: Ai que prazer não cumprir um dever...

Hora Absurda - O teu silêncio é uma nau...

-----***-----
FONTE:

http://www.insite.com.br/art/pessoa/lista.php